loja online

ptendees

Blog

Estrelas Michelin, um pouco de história

As estrelas Michelin estão na moda.

 

As estrelas Michelin estão na moda. Mas, esta moda, não é assim tão recente.

Decidimos investigar, um pouco, sobre as estrelas Michelin, e descobrimos algumas curiosidades:

O Guia Michelin é um guia turístico publicado pela primeira vez em 1900 por André Michelin, um industrial francês co-fundador da Compagnie Générale des Établissements Michelin, fabricante de pneus mais conhecida como Michelin. O objetivo de André era o de promover o turismo para o crescente mercado automobilístico.
Está presente na maioria dos paises europeus e em vários no mundo todo. O Guia é publicado em duas cores sendo que cada uma delas tem uma aplicação diferenciada.

Os guias vermelhos

guia michelin vermelho

É o guia de referencia de hotéis e restaurantes. Impresso com o máximo de segredo e com tiragem desconhecida, este guia é o mais respeitado do mundo1 e premia os melhores restaurantes classificando-os com estrelas (de 1 a 3) e que representam o sonho ou o pesadelo de qualquer chef. Ganhar uma estrela do guia significa a ascensão do restaurante e de seus chefs ao passo que perder uma delas pode levar até a uma tragédia como a do chef Bernard Loiseau que se suicidou em fevereiro de 2003, com um tiro na cabeça aos 52 anos, desesperado com o rumor de que seu estabelecimento perderia a classificação de "três estrelas" no Guia Michelin.

Os Guias Michelin vermelhos são cada vez mais numerosos e diversos. Em 2006, 12 guias vermelhos citavam mais de 45.000 hotéis e restaurantes em toda a Europa e em Nova Iorque (desde 2006). O guia vermelho é publicado para a França, o Benelux, a Itália, a Alemanha, a Espanha e Portugal, a Suíça, o Reino Unido e a Irlanda e as principais cidades da Europa como Paris, Roma e Londres.
Um novo guia vermelho é dedicado à cidade de Tóquio em 2008 e já conta com 8 restaurantes "três estrelas" entre mais de 150 "estrelados".

Os guias verdes

guia michelin verde

O guia verde é um guia turístico que se concentra no patrimônio natural e cultural por região. É publicado para todas as regiões da França e para a maior parte das regiões da Europa.
Os Guias Verdes são coleções de guias voltadas para atrações e pontos turísticos. É a opção ideal para quem deseja aproveitar o tempo livre para aprender mais sobre o local e enriquecer sua cultura de forma prazerosa.
Mostram a seleção dos mais belos locais e atrações turísticas da região, cidade ou país - com informações sobre gastronomia, tradições, festas e mais.
Os critérios levados em conta são: a reputação do local, a riqueza e a importância do seu patrimônio do ponto de vista histórico, a beleza, a estética, a autenticidade, o charme, o atrativo do lugar, a estrutura, a manutenção, a qualidade do atendimento e a assistência ao turista.
Além disso, o Guia Verde também traz mapas geográficos, cadernos práticos com endereços de hospedagem com diferentes preços, além de opções de alimentação, programação noturna, dicas de compras, guia de esportes e lazer, eventos, entre outros.

Como é elaborado o guia:

Os inspetores Michelin são selecionados e treinados para analisar anonimamente os estabelecimentos (o que pode significar mais de 800 visitas por ano, todas pagas pela organização do guia), verificando a qualidade e a regularidade dos serviços prestados.
Todos os serviços dos estabelecimentos, bem como sua infraestrutura é indicada por meio de símbolos. Além disto, o Guia Michelin ainda descreve como é a atmosfera e o ambiente do hotel ou do restaurante.

A premiação:

Antes de ser premiado com sua primeira estrela, o candidato recebe quatro visitas por inspetores.

A segunda estrela é concedido após 10 visitas de inspetores nacionais e franceses.

A terceira só é alcançado após o exame minucioso de inspetores internacionais.

O guia divide os restaurantes e hotéis em categorias, e receber uma estrela significa que ele é muito bom dentro de sua categoria.

Duas estrelas representa uma cozinha excelente e vinhos de primeira classe.

Três estrelas, o que há de melhor: culinária excepcional, refeições divinas, vinhos idem e, juntando o serviço maravilhoso a isso, a experiência no local deve ser singular.

Mais informações:


http://www.proveportugal.pt/page/estrela-michelin

http://www.ionline.pt/artigos/mais/chefs-destacam-importancia-das-estrelas-michelin-turismo-nacional

 

 

 

Tags:

logos rodape 1

Todos os Direitos Reservados - Bísaro®


barra2020 preto 2